quarta-feira, 31 de março de 2010

GREVE DOS POFESSORES


LEI N7.783 DE 28 DE JUNHO 1989


O exercício do direito de greve é assegurado constitucionalmente aos trabalhadores (art. 9º da Constituição da República). Contudo, tal direito não é absoluto, pois o interesse público se sobrepõe ao interesse coletivo da categoria.

quarta-feira, 10 de março de 2010

TÁ COMIGO ,TÁ SEGURO VÊIO,TÔ FALANDO!!!


POR PERDER SEUS ÓCULOS TANTAS VEZES,DRUMMOND AGORA É MONITORADO 24H , COM ISSO DESCOBRIMOS UM CANTINHO SEGURO...

ACENDEe PUXAem LEGALIZAÇÃO


Para quem nunca usou:

Os efeitos comuns de fumar maconha são: sensação de bem-estar; euforia; acessos de riso; relaxamento muscular; sonolência; perda dos reflexos; falhas de memória; hipersensibilidade; perda da noção de tempo; dilatação das pupilas e boca seca. Quando são consumidos 4 ou mais cigarros da erva em pequenos intervalos de tempo, podem ocorrer alucinações, confusão mental e apatia. Também causa a "larica", uma fome quase incontrolável.


O outro lado:

a discussão da saúdeEm 1991, a cannabis foi reconhecida pela OMS como medicamento. O THC, sua principal substância ativa, é sintetizada em laboratório para a produção de alguns remédios, e aparece na forma de cápsulas e supositórios. Seu uso é comprovado nos casos de câncer (para reduzir o mal-estar provocado pelos efeitos colaterais das drogas), AIDS (a "larica", como chama-se a fome causada pelo uso, faz com que o apetite volte), esclerose múltipla (devolvendo, por causa do relaxamento muscular que causa, o controle dos membros à vítima de doença, que inflige espasmos involuntários) e alívio da dor. Só não é ainda mais utilizada pelas implicações legais.A erva também encontra, cada vez mais, usos práticos. Do cânhamo, fibra do caule e dos galhos robustos da planta, já se faz produtos mais variados como tênis, papel (rende 4 vezes mais do que o eucalipto), cosméticos, detergentes, fertilizantes, óleos, molhos comestíveis, jeans, prancha de snowboard e até um tipo de queijo. Mas apenas nos países onde existem plantações autorizadas pelos governos para este fim, como França e Suíça.